Anúncios


segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Correio Forense - TJDF considera ilegal Taxa de Segurança de Eventos cobrada pelo DF - Direito Tributário

06-08-2011 14:00

TJDF considera ilegal Taxa de Segurança de Eventos cobrada pelo DF

A 1ª Turma Cível deu ganho de causa ao realizador da Festa Trio de 2007, que entrou com mandando de segurança na 5ª Vara da Fazenda Pública do DF contra cobrança de Taxa de Segurança de Eventos (TSE) pela Administração local. A decisão considerou inconstitucional a Lei 1.732/97, que instituiu a taxa no âmbito do Distrito Federal.

O mandado de segurança foi impetrado por Gustavo de Araújo Wernik, realizador do evento, e na época o juiz da 5ª Vara da Fazenda Pública determinou a expedição de alvará para realização da Festa Trio 2007, independentemente do pagamento da TSE.

Inconformado com a decisão de 1ª Instância, o Distrito Federal recorreu, com o argumento de que a taxa de segurança em eventos não é destinada a custear serviços gerais de segurança pública e sim o destacamento de efetivo policial para assegurar a segurança em evento privado com fins lucrativos, em benefício de um pequeno grupo de pessoas.

O entendimento da Turma Cível, no entanto, foi divergente da pretensão recursal. De acordo com os desembargadores, a taxa é ilegal, pois sua cobrança não reflete o exercício de um serviço público específico e divisível, ou mesmo o exercício do poder de polícia. De acordo com o relator, "apesar de o evento ser particular e visar lucro, o policiamento é destinado, não ao promotor do evento ou à empresa gerenciadora, mas sim a todos os cidadãos que possam estar presentes, que possuem direito à segurança de forma universal e indistinta. Portanto, a segurança pública é um serviço público e indivisível, não havendo que se falar na cobrança de taxa para sua implementação, sendo direito de todos os freqüentadores e transeuntes".

 

Fonte: TJDF


A Justiça do Direito Online


Correio Forense - TJDF considera ilegal Taxa de Segurança de Eventos cobrada pelo DF - Direito Tributário

 



 

 

 

 





Nenhum comentário:

Postar um comentário